Global polio eradication initiative applauds WHO African region for wild polio-free certification

Hoje, a Comissão de Certificação Regional da África certificou a Região Africana da OMS como livre da pólio selvagem depois de quatro anos sem nenhum caso. Com este marco histórico, cinco das seis regiões da OMS – representando mais de 90% da população mundial – estão agora livres do poliovírus selvagem, levando o mundo mais perto de alcançar a erradicação global da pólio.

Apenas dois países em todo o mundo continuam a observar a transmissão do poliovírus selvagem: Paquistão e Afeganistão.

Fonte: Global polio eradication initiative applauds WHO African region for wild polio-free certification

Os médicos e enfermeiros que sofrem ameaças de morte enquanto combatem o ebola na África – 03/08/2019 – UOL Notícias

Fonte: Os médicos e enfermeiros que sofrem ameaças de morte enquanto combatem o ebola na África – 03/08/2019 – UOL Notícias

Surto da doença na República Democrática do Congo, iniciado há um ano, já matou cerca de 1,8 mil pessoas. A ajuda internacional chegou, mas desconfiança e ‘fake news’ levam moradores locais atacar profissionais de saúde.

Ebola outbreak in the Democratic Republic of the Congo declared a Public Health Emergency of International Concern

O diretor-geral da OMS, Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, declarou hoje o surto da doença pelo vírus Ebola (DVE) na República Democrática do Congo (RDC), uma emergência de saúde pública de preocupação internacional (PHEIC).

Fonte: Ebola outbreak in the Democratic Republic of the Congo declared a Public Health Emergency of International Concern

Casos de cólera são registrados em região afetada por ciclone em Moçambique

País vive também escassez de água e de alimentos após passagem do ciclone Idai.

Fonte: Casos de cólera são registrados em região afetada por ciclone em Moçambique

Crise humanitária – provocada por desastres naturais ou conflitos – sempre foram o pano de fundo de surtos e epidemias  Em tempos de globalização, com facilidade de deslocamento de pessoas para qualquer parte do mundo, aumenta o risco dessas doenças se disseminarem

 

Ebola: 79 novos casos são relatados desde dezembro na República Democrática do Congo

Ministério da Saúde local e a Organização Mundial da Saúde alertam para uma continuação do surto nas diferentes zonas do país. Foram 407 mortes desde abril e 237 pesssoas já receberam alta dos centros de tratamento.

Fonte: Ebola: 79 novos casos são relatados desde dezembro na República Democrática do Congo

O atual surto de ebola na África já é o segundo maior da história – Gizmodo Brasil

O surto de ebola que atinge a RDC (República Democrática do Congo) atingiu um trágico marco. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), a epidemia já é a segunda maior já registrada nesses 42 anos de história conhecida do vírus ebola. • O ebola está de volta — por que ainda não temos uma cura […]

Fonte: O atual surto de ebola na África já é o segundo maior da história – Gizmodo Brasil

Outbreaks in a Rapidly Changing Central Africa — Lessons from Ebola | NEJM

Perspective from The New England Journal of Medicine — Outbreaks in a Rapidly Changing Central Africa — Lessons from Ebola

Fonte: Outbreaks in a Rapidly Changing Central Africa — Lessons from Ebola | NEJM

República Democrática do Congo confirma 17 mortos por ebola e diz viver nova epidemia – Notícias – Saúde

Fonte: República Democrática do Congo confirma 17 mortos por ebola e diz viver nova epidemia – Notícias – Saúde

Febre de Lassa, a doença mortal que se espalha pela África e para a qual não há cura

Atual epidemia do vírus tem taxa de mortalidade muito maior do que antes e sintomas que se assemelham ao do ebola.

Fonte: Febre de Lassa, a doença mortal que se espalha pela África e para a qual não há cura

Crianças morrem devido a vacinas mal aplicadas no Sudão do Sul – Jornal O Globo

Segundo a ONU, as vítimas tiveram ‘sepse e intoxicação graves’

Fonte: Crianças morrem devido a vacinas mal aplicadas no Sudão do Sul – Jornal O Globo

Notícia surreal. Falhas de técnica de aplicação primárias, com a mesma seringa sendo usada por mais de 4 dias, fazendo contaminação cruzada com os frascos de vacina, acondicionados sem nenhum rigor, sequer refrigeração, durante campanha de bloqueio contra o sarampo neste país que é um dos mais pobres da Africa. Até onde se sabe 15 crianças morreram e outras 32 ficaram doentes mas se recuperaram, a maioria com menos de 5 anos.

Nem tudo são flores no mundo da imunização!